Ele não é inofensivo e pode ser a porta de entrada para o vício. O governo estuda se mantém a proibição em meio à crescente popularidade dos “vapes”. Comunidade médica, incluindo o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo, Dr. Fabio H. Rossi, comenta o assunto.

Leia mais em:

https://saude.abril.com.br/medicina/os-dilemas-do-cigarro-eletronico/